Economia do Japão recua 1,6% no 3º trimestre

Economia do Japão recua 1,6% no 3º trimestre

O resultado surpreendeu a analistas, que estimavam um crescimento de 2,25%

ANDRÉ ÍTALO ROCHA, COM INFORMAÇÕES DA DOW JONES NEWSWIRES, Estadão Conteúdo

17 de novembro de 2014 | 01h25

A economia do Japão registrou uma queda de 1,6% no terceiro trimestre deste ano em comparação com igual período do ano passado, conforme informou neste domingo o governo japonês. O resultado surpreendeu os analistas consultados pela Dow Jones Newswires, que aguardavam um crescimento de 2,25%.

Na comparação com o segundo trimestre deste ano, também houve recuo, de 0,4%, contrariando a previsão do mercado, que esperava aumento de 0,5%. Especialistas acreditam que o fraco desempenho do Produto Interno Bruto (PIB) japonês nos três meses encerrados em setembro ainda são uma consequência da elevação de imposto praticada em abril, que fez a alíquota sobre vendas saltar de 5% para 8%. No trimestre seguinte, de abril a junho, a economia recuou 7,3% na comparação anualizada.

Com os dados negativos, cresce a expectativa no mercado sobre um possível adiamento de um novo aumento do tributo, de 8% para 10%, previsto inicialmente para outubro.

Muitos líderes empresariais estão divididos em relação a esse segundo aumento, com uma parte afirmando que é necessário elevar o imposto para mostrar o compromisso do Japão em estabilizar suas finanças, e a outra parte alegando que esta não é a melhor hora para frear o consumo, uma vez que a economia passa por dificuldades de demanda.

No terceiro trimestre, o consumo das famílias avançou 0,4% ante igual período do ano passado. Os gastos das empresas, por sua vez, recuaram 0,2%.

Mais conteúdo sobre:
EconomiaJapãoPIBcontração

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.