Economia sul-coreana vai crescer 5,3% em 2006

A economia da Coréia do Sul vai crescer 5,3% este ano, contra os 4% de 2005, apoiada por fatores como a alta nas exportações, segundo um estudo oficial divulgado hoje. O crescimento na quarta economia de Ásia vai se basear no consumo interno e no investimento corporativo em instalações, segundo o estudo do órgão estatal Korea Development Institute (KDI), divulgado pela agência Yonhap. O documento garante que as exportações vão continuar agressivas, apesar da valorização da moeda coreana, o won, em relação ao dólar, que este ano foi de 3%. A solidez da economia dos Estados Unidos, o principal mercado das exportações asiáticas, funciona como incentivo na recuperação da atividade industrial em países como o Japão e a Coréia do Sul. Uma das maiores empresas sul-coreanas, a Samsung, anunciou na sexta-feira um lucro líquido de 1,88 trilhão de wons (US$ 1,950 bilhão) no primeiro trimestre do ano. Os números representam um aumento de 26% em relação ao mesmo período de 2005. As telas planas e os melhores preços dos semicondutores foram os fatores determinantes da alta. No entanto, houve uma queda de 26,5% no lucro líquido, em comparação com o último trimestre de 2005. A Samsung anunciou também o plano de investir US$ 220 milhões para aumentar a capacidade de produção da sua fábrica de semicondutores nos EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.