Editora da revista Seleções pede concordata nos EUA

A empresa que publica a Reader''s Digest (conhecida no Brasil como revista Seleções), a revista mensal de variedades mais popular dos Estados Unidos, pediu concordata. A empresa informou que conseguiu um acordo com a maioria de seus credores para reestruturar grande parte de sua dívida de US$ 1,6 bilhão. Por esse acordo, o controle da Reader''s Digest Association passa para os credores da empresa, o banco J.P. Morgan Chase, GE Capital, Aries Management, Merrill Lynch, Eaton Vance, Regiment Capital e DK Partners. A empresa de private equity Ripplewood Holdings, que adquiriu a empresa em 2007, vai desistir de sua participação na companhia.

AE, Agencia Estado

17 de agosto de 2009 | 16h22

A Reader''s Digest possuiu outras revistas e empreendimentos de mídia, dentre elas a revista Every Day With Rachael Ray e o site de culinária AllRecipes.com. A circulação da principal revista da empresa vem caindo há anos. Fundada em 1922 como uma coletânea de artigos de outras publicações, a Reader''s Digest reduziu a garantia de circulação mensal a seus anunciantes de 8 milhões para 5,5 milhões de exemplares e diminuiu sua frequência de publicação anual de 12 para 10 edições. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
imprensaReader's DigestSeleções

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.