Editorial do 'Estado' ganha destaque na Argentina

Dois jornais argentinos, La Nación e Crónica, destacaram ontem o editorial "O ultimato de Cristina", publicado na véspera pelo Estado. O texto faz uma dura crítica à política adotada pelo governo de Cristina Kirchner para controlar os meios de comunicação na Argentina.

BUENOS AIRES, O Estado de S.Paulo

27 de setembro de 2012 | 03h02

"Um editorial duríssimo do jornal brasileiro Estadão falou da tentativa obsessiva da presidente de estabelecer uma 'democradura' na Argentina", destacou La Nación, acrescentando que o texto é uma amostra da preocupação dos países vizinhos com a situação das instituições argentinas. O editorial se refere ao Artigo 161 da Lei de Serviços de Comunicação Audiovisual e aos ataques do governo ao Grupo Clarín.

No fim de semana, a Casa Rosada elevou o tom contra a empresa, declarando que ela tem até 7 de dezembro para adequar-se à lei, que proíbe que um grupo tenha mais de uma emissora de rádio ou TV por região. / MARINA GUIMARÃES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.