Edward Snowden extraiu documentos por meio de site interno, diz NSA

Agência criou mecanismos de controle para para evitar novos vazamentos de documentos

O Estado de S. Paulo,

18 de setembro de 2013 | 12h06

Edward Snowden, ex-técnico da Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos, obteve documentos secretos que revelaram os programas de espionagem dos Estados Unidos por meio do site interno da agência, disseram autoridades norte-americanas nesta quarta-feira (16).

Em entrevista à National Public Radio (NPR), funcionários do governo afirmaram que os documentos vazados por Snowden estavam disponíveis internamente, e seu trabalho permitia facilmente fazer cópias digitais sem o conhecimento de seu supervisor. Não foi esclarecido, porém, como Snowden retirou as cópias dos documentos da NSA.

"Temos uma ideia muito boa de exatamente quais dados ele teve acesso e como exatamente teve acesso a eles", disse o chefe de tecnologia da NSA, Lonny Anderson, à rádio.

Segundo Anderson, a agência tomou medidas para limitar as opções de armazenamento de dados desde que os programas de vigilância da NSA foram revelados. "Uma coisa que nós fizemos após os vazamentos foi proteger fortemente, então (agora) estão todos em áreas de duplo controle", disse.

Outras mudanças na NSA incluem a limitação do acesso a documentos sensíveis ao "rotular" os que forem acessados com identificadores que permitirão a supervisores verem quem está vendo o quê e o que os indivíduos fazem com os dados.

O site interno da NSA ainda existe, mas não será mais possível a ninguém fazer cópias como as feitas por Snowden sem o risco de ser detectado, garantiu Anderson. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.