Efraín Alegre, opositor de Cartes, reconhece derrota

Efraín Alegre, do Partido Liberal Radical Autentico (PLRA, na sigla em espanhol) reconheceu sua derrota nas urnas para o multimilionário Horácio Cartes, do Partido Colorado, neste domingo, em que a população do Paraguai escolheu seu próximo presidente. A informação é da mídia paraguaia, segundo a qual, Alegre disse: "desta vez não foi possível. O povo se pronunciou e nós respeitamos".

SÃO PAULO, 21 (AE), Agência Estado

21 de abril de 2013 | 21h41

Alegre teria dito que as contagens paralelas conduzidas por seu partido mostravam que ficou abaixo de Cartes por cinco a sete pontos. O resultado preliminar está previsto para ser anunciado às 21h (de Brasília), de acordo com o Tribunal Superior de Justiça Eleitoral (TSJE) do Paraguai.

De acordo com a agência estatal de notícias IP Paraguay, o assessor técnico do Tribunal Superior de Justiça Eleitoral (TSJE) do país, Luis Salas, afirmou que é muito provável que seja alcançada uma participação de em torno de 70% do eleitorado nas urnas.

Tudo o que sabemos sobre:
PARAGUAIELEIÇÕESOPOSIÇÃO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.