Egan-Jones reitera rating da Grécia em grau especulativo

A agência de classificação de risco de crédito Egan-Jones reiterou em D o rating soberano da Grécia, apesar de o partido apontado como vencedor das eleições deste domingo ser favorável à implementação dos programas de austeridade exigidos pelos credores de Atenas.

AE, Agência Estado

17 de junho de 2012 | 20h25

"Nós consideramos que a Grécia se verá obrigada a reestruturar novamente sua dívida dentro de seis a 24 meses. Ela não pode sustentar mais cortes no orçamento, uma economia em colapso, acesso restrito ao capital e taxas de juro superiores a 20%", avaliou a Egan-Jones ao reiterar o grau especulativo dos bônus gregos. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
Gréciaratingeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.