Egípcios entram em choque antes de referendo

Egípcios favoráveis e contrários à proposta de uma nova Constituição para seu país entraram choque nesta sexta-feira em Alexandria depois de um clérigo ultraconservador ter conclamado seus seguidores a irem às urnas para aprovar a Carta em referendo.

AE, Agência Estado

14 de dezembro de 2012 | 12h41

De acordo com testemunhas, diversas pessoas ficaram feridas enquanto os confrontos iniciados nas proximidades de uma mesquita espalhavam-se para outras regiões da cidade mediterrânea. Essas testemunhas disseram que os defensores da nova Constituição para o Egito chegaram a sacar espadas, enquanto opositores começaram a atirar pedras depois do sermão do clérigo salafita. Pelo menos dois carros foram incendiados.

Autoridades religiosas ordenaram recentemente que as mesquitas não fossem usadas como palanque para o referendo, que começa amanhã. No entanto, diversos clérigos, especialmente os mais conservadores, aproveitaram para estimular seus eleitores a aprovarem a proposta elaborada por um painel constituinte dominado por islamitas. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Egitoconfrontosreferendo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.