Egípcios se ferem em confrontos por destino de Mubarak

Dezenas de pessoas ficaram feridas durante confrontos entre dois grupos de manifestantes, favoráveis e contrários ao julgamento do ex-presidente Hosni Mubarak, informou a agência de notícias oficial Mena.

REUTERS

24 de junho de 2011 | 21h13

Mubarak, de 83 anos, foi retirado do cargo em fevereiro após uma revolta popular. Ele deve ser julgado no dia 3 de agosto pelo assassinato de manifestantes e abuso de poder.

A agência informou no sábado (horário local) que os confrontos começaram quando manifestantes anti-Mubarak chegaram numa área onde centenas de apoiadores do ex-presidente realizavam um comício.

"A situação então se transformou em confrontos entre os dois grupos que lançaram pedras uns contra os outros", disse a agência, acrescentando que as forças de segurança separaram os dois grupos.

Segundo o advogado de defesa, Mubarak está com câncer.

(Reportagem de Ahmed Tolbah e Ashraf Fahim)

Tudo o que sabemos sobre:
EGITOCONFRONTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.