Egípcios vão às ruas em apoio a Morsi

Às vésperas de manifestações da oposição, marcadas para o fim deste mês, mais de 100 mil egípcios foram às ruas para apoiar o presidente do Egito, Mohamed Morsi.

AE, Agência Estado

21 Junho 2013 | 21h05

Em palavras de ordem, os participantes prometeram proteger Morsi contra seus oponentes. Alguns manifestantes diziam que esmagariam a oposição em 30 de junho, quando Morsi completará um ano na presidência egípcia.

"Queremos salientar que iremos proteger a legitimidade com nosso sangue e nossas almas", declarou Mohammed el-Beltagi, líder da Irmandade Muçulmana.

Após declarações de um embaixador dos Estados Unidos que foram classificadas como críticas aos protestos realizados nesta sexta-feira, um ativista pró-Morsi disse ao diplomata para que ele "calasse a boca e cuidasse da sua vida".

A manifestação é a mais recente mostra de que o Egito é um país dividido desde que o ditador Hosni Mubarak foi deposto, em fevereiro de 2011. Essa divisão deflagrou batalhas pelas ruas no país e assumiu caráter religioso, principalmente após Morsi assumir o cargo como primeiro líder eleito livremente do país. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EgitoprotestoMorsi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.