Egito adota medidas contra recrutamento por extremistas

O Egito editou novas regras que podem impedir homens de viajarem à Turquia sem permissão. A medida busca impedir o recrutamento de militantes por grupos extremistas.

Estadão Conteúdo

06 de dezembro de 2014 | 16h48

Segundo os oficiais, egípcios com idade entre 18 e 40 anos vão precisar pedir uma liberação de segurança no Cairo antes de partirem para a Turquia. Cerca de 200 pessoas já foram barradas apenas nas últimas 24 horas.

O porta-voz do Ministério do Interior Hany Abdel-Latif disse que a nova medida foi um esforço para prevenir que egípcios viajem para a Turquia com o intuito de se unir a grupos de militantes na Síria. Oficiais de segurança estimam que centenas de egípcios estejam lutando ao lado de grupos na Síria e no Iraque.

Oficiais aeroportuários afirmam que egípcios já precisavam de permissão prévia para viajar à Síria, ao Iraque e à Jordânia. Eles não se identificaram porque não estavam autorizados a dar informações para a imprensa. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Egitomilitantes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.