Egito amplia horário de votação no 2º turno de eleição

A comissão eleitoral egípcia estendeu o horário de votação em uma hora no primeiro dia do segundo turno das eleições presidenciais. Os postos de votação fecharão às 21h (horário local), ou às 16h deste sábado em Brasília.

Agência Estado

16 de junho de 2012 | 12h38

Mais de 50 milhões de eleitores foram convocados a escolher entre o ex-primeiro-ministro, Ahmed Shafiq, e o candidato da Irmandade Muçulmana, Mohammed Mursi, para suceder o presidente Hosni Mubarak, que foi deposto por um levante popular no ano passado.

O resultado oficial deve ser divulgado na próxima quinta-feira (dia 21). O segundo turno das eleições presidenciais ocorre em uma atmosfera de suspeita, resignação e preocupação. A votação pode culminar na implementação do antigo regime ou trazer o islã ao governo.

A disputa entre Shafiq, oficial de carreira da força aérea como Mubarak, e Mursi, um engenheiro treinado pelos Estados Unidos, divide profundamente o país 16 meses depois que uma revolta popular derrubou um governante que estava no poder há 19 ano.

Os egípcios foram às urnas várias vezes desde a queda de Mubarak, em fevereiro de 2011 - a começar por um referendo no começo de 2011, múltiplas rodadas de eleições parlamentares iniciadas em novembro e o primeiro turno da corrida presidencial no mês passado.

"As pessoas estão deprimidas, ninguém está feliz depois que voltamos à estaca zero", disse o advogado Abu Bakr Said, referindo-se à decisão judicial que acabou com o único órgão eleito no país. "Não temos confiança agora em qualquer eleição e eu sei que uma segunda revolução está chegando", afirmou ele, enquanto aguardava na fila do lado de fora de um posto de votação no Cairo. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
Egitoeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.