Egito anuncia prisão de terroristas ligados à Al-Qaeda

O Ministério do Interior do Egito afirmou hoje que 19 pessoas suspeitas de vínculos com a Al-Qaeda foram presas no Egito no mês passado. O grupo, que incluía tunisianos e líbios, "havia usado o Egito como ponto de passagem para o qual eles iriam viajar a outros países, incluindo Iraque, para se unir ao grupo chamado Estado Islâmico do Iraque (ligado à Al-Qaeda)", disse Habib al-Adly, em entrevista ao jornal estatal Al-Ahram.

AE, Agência Estado

25 de janeiro de 2011 | 14h33

Adly afirmou que os serviços de segurança encontraram armas e munição com o grupo. Ele ressaltou que esse grupo não está por trás do atentado contra um templo da Igreja Católica no Ano Novo em Alexandria, que deixou 23 mortos. No último domingo, autoridades do Egito culparam o grupo palestino Exército do Islã, também ligado à Al-Qaeda, pelo ataque à igreja em Alexandria. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EgitoprisãoterroristasAl-Qaeda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.