Egito apreende armas contrabandeadas da Líbia

Forças de segurança egípcias descobriram nesta sexta-feira uma grande quantidade de armas, dentre elas foguetes e metralhadoras, contrabandeadas da Líbia e supostamente tinham como destino final a Faixa de Gaza, informou o ministro do Interior do Egito, general Mohammed Ibrahim.

AE, Agência Estado

29 de junho de 2012 | 14h39

Segundo ele, as forças de segurança seguiam uma pista quando descobriram as armas, que estavam num carro e num caminhão numa estrada próxima ao balneário de Marsa Matrouh, no Mar Mediterrâneo, que fica junto a uma rodovia costeira que leva até a fronteira líbia.

Após uma perseguição aos veículos, um dos contrabandistas foi morto durante uma troca de tiros, revelou Ibrahim. Dentre o material confiscado estavam 138 foguetes grad e cerca de 7 mil cápsulas de munição, disse Ibrahim, que considerou a apreensão "a maior" da história do Ministério do Interior.

Ele disse que as armas foram contrabandeadas da cidade líbia de Sirta, cidade natal do ex-ditador líbio Muamar Kadafi e último reduto do regime a cair durante a guerra civil no país no ano passado. O ministro acrescentou que um dos contrabandistas disse que as armas iriam para a Península do Sinai e de lá seguiriam para a Faixa de Gaza.

Durante os oito meses de conflito que levaram à queda e ao assassinato de Kadafi, cidadãos líbios pegaram em armas invadiram depósitos bélicos e campos militares para se armarem e agora é fácil encontrar todo tipo de armamento no país, de metralhadoras a morteiros. Desde então, o país se tornou uma fonte importante para armas ilícitas. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EgitoarmasapreensãoLíbia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.