Egito decide levantar toque de recolher a partir de 15 de junho

Medida foi imposta no final de janeiro para conter os protestos contra o governo de Mubarak

Efe

07 de junho de 2011 | 10h53

CAIRO - O Conselho Supremo das Forças Armadas do Egito decidiu levantar o toque de recolher, imposto desde 28 de janeiro, a partir do próximo dia 15, anunciou a imprensa local nesta terça-feira, 7.

 

Veja também:

especialInfográfico: A lenta agonia de Hosni Mubarak

blog Arquivo: A era Mubarak nas páginas do Estado

lista Perfil: 30 anos de um ditador no poder

 

Segundo o diário estatal "Al-Ahram", a junta militar que dirige o país explicou que o toque de recolher, vigente entre 2h e 5h, será levantado com o objetivo de facilitar a movimentação dos cidadãos.

 

O fim desta medida está destinado, também, a impulsionar a produção e a economia do país, segundo indicou o periódico independente "Al Masry al Yom".

 

O horário do toque de recolher foi atualizado pelas Forças Armadas de forma constante em função da situação da segurança nas ruas.

 

O toque de recolher foi imposto pela primeira vez em 28 de janeiro - uma das jornadas mais violentas da revolução que começou em 25 de janeiro -, e foi imposto entre 18h e 7h.

 

Nesse dia, o então presidente egípcio, Hosni Mubarak, que renunciou ao poder em 11 de fevereiro, decretou esta medida e solicitou que o Exército saísse às ruas para que ajudasse a Polícia a manter a ordem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.