Egito demite chefe da segurança no norte do Sinai

O ministro do interior do Egito demitiu neste domingo o chefe das forças de segurança no norte do Sinai na tentativa de restaurar a ordem em al-Arish, afirmaram fontes da área de segurança, um dia após três policiais serem mortos e as reclamações de colegas das vítimas de que eles não estão suficientemente equipados.

Reuters

04 de novembro de 2012 | 12h57

O Sinai é uma região que sofre com problemas da segurança desde que o presidente Hosni Mubarak foi destituído do poder em um levante popular em fevereiro de 2011.

Militantes islâmicos da região do Sinai aumentaram os ataques contra as forças de segurança próximas à fronteira com Israel.

O Exército egípcio e a polícia lançaram uma grande operação em busca dos militantes após uma incursão dos militantes que matou 16 guardas de fronteira egípcios em agosto.

(Por Yusri Mohamed)

Tudo o que sabemos sobre:
EGITOSEGURANCASINAI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.