Egito deporta 3 membros da rede de televisão Al-Jazeera

Autoridades egípcias informaram que deportaram três membros de uma equipe de televisão da rede Al-Jazeera, baseada no Catar, após terem sido detidos por quase uma semana e acusados de trabalhar de forma ilegal. Uma autoridade do aeroporto de Cairo afirmou que o correspondente Wayne Hay, o câmera Adil Bradlow e o produtor Russ Finn deixaram Cairo com destino a Londres neste domingo.

AE, Agência Estado

01 de setembro de 2013 | 19h05

Os três foram detidos na última terça-feira com um colega egípcio durante a cobertura dos acontecimentos no Egito. Na semana passada, o governo interino do Egito chamou o canal local em árabe da Al-Jazeera de ameaça à segurança nacional e ordenou que ele fosse fechado. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EgitoAl-Jazeera

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.