Asmaa Waguih/Reuters
Asmaa Waguih/Reuters

Egito derruba veto eleitoral a membros do ex-partido governista

Medida foi comemorada pelos simpatizantes do partido agora extinto

REUTERS

14 de novembro de 2011 | 13h56

CAIRO - Uma alta corte egípcia derrubou nesta segunda-feira, 14, uma decisão que impedia os membros do ex-partido do presidente Hosni Mubarak de disputarem uma eleição parlamentar que terá início este mês. A medida foi comemorada pelos simpatizantes do partido agora extinto.

Uma corte mais baixa da cidade de Mansoura, no norte do país, decidira na sexta-feira banir a candidatura dos membros do antigo Partido Nacional Democrático (PND), deflagrando uma série de ações pelo país destinadas a retirar esses candidatos da disputa.

O juiz Magdy el-Agaty, da Corte Administrativa Superior, entretanto, derrubou o veredicto. Simpatizantes do antigo partido comemoraram a decisão no tribunal, cantando: "Deus é Grande". Alguns mostravam fotos de seus candidatos.

Muitos antigos membros do PND vão candidatar-se como independentes ou filiados a outros partidos na primeira eleição livre do país em décadas, depois que uma insurreição derrubou Mubarak em fevereiro.

A primeira fase da eleição começa no dia 28 de novembro.

Ex-membros do PND formaram ao menos seis novos partidos e muitos estão em legendas mais antigas, enfurecendo os ativistas que querem garantir que as forças "contra-revolucionárias" fiquem de fora da assembléia que terá como missão indicar um comitê para redigir a nova Constituição do Egito.

Tudo o que sabemos sobre:
EGITOELEICAOMubarak

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.