Egito deve agir contra manifestantes a favor de Morsi

Forças do Egito devem agir, nas próximas 24 horas, contra manifestantes a favor do presidente deposto Mohamed Morsi, reunidos em dois acampamentos no Cairo, informaram fontes oficiais de segurança. Um oficial sugeriu, inclusive, que a ação contra as manifestações pode ocorrer no início desta segunda-feira, dia 12.

AE, Agência Estado

11 de agosto de 2013 | 14h45

O governo informou, na última semana, que a decisão de esvaziar as manifestações era "irreversível". Apoiadores de Morsi, contudo, dizem que não vão desistir de protestar a favor do presidente, deposto em uma ação popular no dia 3 de julho deste ano. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EgitomanifestaçãogolpeMohamed Morsi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.