Egito e Israel fazem intercâmbio de presos

O Egito entregou neste domingo um detento árabe-israelense acusado de espião como parte de um intercâmbio de prisioneiros. Azzam Azzam, preso no Egito desde os anos 90, foi sentenciado em 1997 a 15 anos de prisão. Israel sempre negou que ele fora um agente da espionagem, num incidente que deteriorou as relações diplomáticas entre os países.Como parte da troca, Israel libertou seis estudantes egípcios que mantinha presos desde agosto, acusados de tentar cruzar a fronteira de forma ilegal com a intenção de seqüestrar soldados israelenses. A troca diplomática reaviva os ânimos para possíveis acordos de paz no Oriente Médio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.