Egito: Morsi propõe adiar referendo em troca de trégua

Em uma aparente concessão para acalmar a oposição, o presidente do Egito, Mohammed Morsi, propôs que o referendo constitucional seja adiado, se a oposição concordar em não desafiar nos tribunais a nova data que será marcada para o referendo. A proposta de adiar o referendo, marcado para 15 de dezembro, foi feita na noite desta sexta-feira pelo vice-presidente Mahmoud Mekki. Líderes da oposição estão reunidos na noite de hoje e agora analisam se aceitarão a oferta de Morsi para o referendo ser adiado. Eles também analisam se aceitarão uma reunião com Morsi no sábado para discutir as divergências.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.