Egito: Oposição defende voto contra nova Constituição

Uma aliança de oposição ao presidente Mohammed Morsi conclamou nesta quarta-feira os egípcios a votarem pelo "não" ao referendo sobre a proposta de uma nova Constituição para o Egito, elaborada no decorrer dos últimos meses por um painel constituinte, mas deixou aberta a possibilidade de incentivar um boicote caso suas condições não sejam atendidas.

AE, Agência Estado

12 de dezembro de 2012 | 12h17

Hamdeen Sabahi, um dos líderes da opositora Frente de Salvação Nacional, disse durante entrevista coletiva concedida no Cairo que a aliança poderá recomendar um boicote se o referendo não for supervisionado pela justiça e se o Estado não fornecer segurança aos eleitores.

A votação ocorrerá em duas etapas, uma no dia 15 e outra no dia 22.

"A Frente decidiu incentivar os eleitores a irem às urnas e rejeitarem a proposta votando ''não''", declarou Sabahi. "O povo irá às urnas e terá a chance de rejeitar a Constituição dizendo ''não''." As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Egitoreferendooposição

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.