Egito pede cessar-fogo em Gaza

O Egito pediu por um cessar-fogo por tempo indeterminado em Gaza, instando os palestinos e Israel a retomarem as negociações indiretas.

Estadão Conteúdo

23 de agosto de 2014 | 09h37

O comunicado do Ministério de Relações Exteriores do Egito divulgado neste sábado veio logo depois de uma reunião apoiado pelo Ocidente entre o presidente palestino Mahmoud Abbas com o presidente egípcio Abdel-Fattah el-Sissi.

Um cessar-fogo temporário fracassou no início dessa semana, provocando a suspensão das negociações no Cairo. Mais de 2.090 palestinos, incluindo cerca de 500 crianças, foram mortos desde o início da guerra em 8 de julho.

Israel perdeu 64 soldados e quatro civis, incluindo um menino de 4 anos morto por um morteiro na sexta-feira. A guerra provocou destruição generalizada em Gaza, deixando cerca de 100.000 pessoas desabrigadas. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EgitoCessar-FogoGaza

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.