Egito permite entrada livre de palestinos no país

O Egito está permitindo, temporariamente, a entrada livre de palestinos no país, medida sem precedentes que alivia as antigas restrições de viagem, particularmente aos habitantes da Faixa de Gaza, informaram funcionários egípcios e palestinos nesta segunda-feira.

AE, Agência Estado

23 de julho de 2012 | 15h50

A decisão causou confusão nas agências de segurança egípcias, que demonstraram certa resistência. Alguns funcionários do aeroporto se recusaram a implementar as medidas, informou um funcionário do aeroporto, um sinal de como as forças de segurança consideram os palestinos uma ameaça.

Apesar da resistência, funcionários do aeroporto disseram que sete habitantes de Gaza entraram no Egito na manhã desta segunda-feira sem as usuais restrições.

As medidas parecem ser o resultado de reuniões separadas realizadas na semana passada entre o novo presidente do Egito, Mohammed Morsi, da Irmandade Muçulmana, o presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, e o líder do Hamas, Khaled Mashaal, cujo grupo controla Gaza.

A novas medidas facilitam a situação dos que vivem em Gaza, território que há cinco anos está sob bloqueio de Israel. A única saída do território que não passa por Israel é pelo Egito, mas durante anos o governo egípcio apoiou o bloqueio. Mesmo após a abertura das fronteiras pelo Egito, os palestinos sofriam fortes restrições.

Até agora, qualquer palestino abaixo dos 40 anos era escoltado por agentes de segurança de ou para a fronteira com Gaza, para assegurar que a pessoa não passaria um tempo no território egípcio. Os palestinos viam a prática como uma humilhação, principalmente porque geralmente isso significava a detenção na fronteira ou no aeroporto por até três dias, no interior de uma pequena sala, juntamente com criminosos, enquanto esperavam pela escolta. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EgitopalestinosviagemGaza

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.