Egito: Polícia reprime manifestantes no Cairo

A polícia egípcia lançou bombas de gás lacrimogêneo na tentativa de dispersar centenas de manifestantes que entraram na Praça Tahrir, na região central do Cairo, para protestar pela restauração da democracia e pela volta do presidente Mohammed Morsi, deposto em julho durante um golpe militar.

AE, Agência Estado

01 de dezembro de 2013 | 15h09

Os incidentes deste domingo marcaram a primeira em quase um ano que um grande número de partidários de Morsi conseguiu se reunir na Praça Tahrir, epicentro da revolta popular que em 2011 derrubou a ditadura militar de Hosni Mubarak.

O protesto de hoje teve início da Universidade do Cairo. O estopim da manifestação deste domingo foi a morte de um estudante de engenharia nas mãos da polícia. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Egitoprotesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.