Egito prende líderes da Irmandade Muçulmana

Autoridades de segurança do Egito e a TV estatal disseram que vários líderes da Irmandade Muçulmana que estavam sendo procurados foram presos após as tropas terem desmantelado campos de protesto de apoiadores do presidente deposto, Mohammed Morsi.

AE, Agência Estado

14 de agosto de 2013 | 16h13

As autoridades disseram que a polícia prendeu os líderes el-Beltagy e Essam el-Erian, o porta-voz do grupo Ahmed Aref e seu chefe religioso Abdel-Rahman el-Bar. Também foi preso o religioso linha-dura Safwat Hegazy, aliado próximo da Irmandade.

El-Beltagy, el-Erian e Hegazy estavam sendo procurados pela acusação de terem incitado a violência e conspirado para matar manifestantes a favor da saída de Morsi.

Os cinco foram presos logo após a política ter tomado o controle dos acampamentos de protesto na capital, Cairo. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EgitoIrmandade Muçulmanaprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.