Egito: Promotor acusa Morsi de 'espionar para o Irã'

O promotor egípcio Tamer el-Firgani acusou neste domingo o ex-presidente Mohammed Morsi de ter repassado segredos de Estado à Guarda Revolucionária iraniana.

AE, Agência Estado

23 de fevereiro de 2014 | 16h29

Trata-se da primeira acusação concreta sobre o tema contra Morsi, deposto em um golpe militar em julho do ano passado, desde o início de seu julgamento por espionagem.

Se for considerado culpado, Morsi poderá ser condenado à morte. Detido durante o golpe, Morsi passou a ser acusado na sequência por uma série de crimes pelas forças que o depuseram.

A próxima audiência está marcada para a quarta-feira. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EgitoMorsijulgamentoespionagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.