Egito quer que EUA devolvam sarcófago de 3 mil anos

O Egito fará em breve um pedido formal ao governo dos Estados Unidos para que devolva um sarcófago de 3 mil anos de idade retirado ilegalmente do país africano mais de um século atrás. O anúncio foi feito neste domingo por Zahi Hawass, diretor do Departamento de Antiguidades egípcio.

EQUIPE AE, Agencia Estado

22 de março de 2009 | 17h51

Por meio de um comunicado, Hawass informou que o sarcófago ornamentado do faraó Amés, da 21ª Dinastia, foi levado do Egito em 1884 depois de ter sido levado de uma tumba em Luxor, capital ancestral faraônica. Amés governou o Egito de 1081 a 931 antes de Cristo.

O túmulo encontra-se atualmente na alfândega norte-americana em Miami, onde foi confiscado depois de ter sido levado de navio da Espanha para os EUA, segundo o comunicado. Autoridades norte-americanas ainda não se pronunciaram sobre o assunto. O Egito lançou recentemente uma campanha para recuperar antiguidades egípcias levadas para o exterior, algumas delas integrantes do acervo de famosos museus. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EgitosarcófagoEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.