Egito reduz em duas horas toque de recolher noturno

O governo do Egito anunciou neste sábado a redução em duas horas o toque de recolher noturno, sinalizando que as autoridades acreditam que os tumultos, decorrentes da deposição do presidente Mohammed Morsi, estejam diminuindo.

Agência Estado

24 de agosto de 2013 | 20h53

A decisão do gabinete foi feita depois de o primeiro-ministro interino do país ter garantido que a prioridade de seu governo é restaurar a segurança.

O Egito registrou alguns de seus mais sangrentos episódios de violência nos últimos dias desde o início da Primavera Árabe, em 2011. Confrontos em todo o país e ataques mataram mais de 1.000 pessoas depois que as forças de segurança desmantelaram dois locais de protesto no Cairo, que eram mantidos por partidários do ex-presidente, que foi derrubado após um golpe militar em 3 de julho.

Respondendo às exigências da população, o governo disse em comunicado divulgado neste sábado que as 11 horas de toque de recolher serão reduzidas para nove horas. Porém, o período de 11 horas continua a valer para as sextas-feiras, o primeiro dia do final de semana no Egito, quando os protestos costumam ser mais acirrados.

O toque de recolher prejudicou a intensa vida noturna do Cairo e, consequentemente, a renda de muitas empresas, dentre elas hotéis e restaurantes. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Egitotoque de recolherredução

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.