Egito: Referendo termina sem novos casos de violência

O Egito encerrou nesta quarta-feira o segundo e último dia de votação do referendo sobre o texto de uma nova Constituição. Se aprovada, a Carta pode pavimentar o caminho para a candidatura do general Abdel Fattah Al-Sissi às eleições presidenciais. Ainda não se sabe, porém, quando serão conhecidos os resultados do referendo.

AE, Agência Estado

15 de janeiro de 2014 | 20h10

Embora a votação tenha transcorrido mais tranquilamente do que na terça-feira, quando 11 pessoas foram mortas, a polícia informou ter prendido ao menos 79 partidários do presidente Mohamed Morsi, destituído por golpe liderado por Sissi, em julho. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Egitoreferendofim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.