Egito registra 2ª morte por gripe aviária no ano

Funcionários de saúde do Egito afirmaram que uma mulher diagnosticada com gripe aviária morreu. Trata-se da segunda morte do ano pelo vírus H5N1 no país.

Estadão Conteúdo

17 Novembro 2014 | 15h37

O Egito já registrou sete casos da doença neste ano. A maioria das vítimas é mulheres e crianças, tradicionalmente responsáveis por cuidar de aves domésticas.

Ahmed Abdel-Hamid, morador de Assiut, no sul do Egito, disse que a mulher, de 19 anos, criava galinhas em casa. Segundo Abdel-Hamid, ela foi internada no dia 10 deste mês e faleceu hoje.

O funcionário do Ministério da Saúde Amr Kanil afirmou que a morte anterior ocorreu em junho. Desde 2006, 64 pessoas morreram no Egito por causa da gripe aviária.

O vírus H5N1 é difícil de contrair, mas continua sendo uma ameaça. A maioria dos casos foram relacionados ao contato com aves domésticas. Fonte: Associated Press

Mais conteúdo sobre:
Egitogripe aviáriamorteH5N1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.