AP Photo/Hadi Mizban
AP Photo/Hadi Mizban

Egito suspenderá entrega de vistos a cidadãos do Catar

Cônjuges de egípcios e estudantes não serão afetados pela medida e terão um visto de turismo para entrar no território; presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, fará uma viagem à Arábia Saudita e Catar para tentar intermediar a crise entre os países

O Estado de S.Paulo

18 Julho 2017 | 10h35

CAIRO - O Egito anunciou que suspenderá a partir de quinta-feira a entrega de vistos aos cidadãos do Catar que chegarem ao país, em meio à grave crise regional com o vizinho, acusado de apoiar o terrorismo.

Cônjuges de egípcios e estudantes não serão afetados pela medida e terão um visto de turismo para entrar no território, informou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Ahmed Abu Zeid.

Egito, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Bahrein romperam relações com Catar e submeteram o país a uma lista com 13 exigências. Entre elas, está o fim do apoio à Irmandade Muçulmana e o fechamento do canal de televisão Al-Jazeera.

Viagem

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, fará uma viagem pelo Golfo nos dias 23 e 24, durante a qual visitará Catar e Arábia Saudita para tentar intermediar a crise entre os países, anunciou a Presidência nesta terça-feira, 18.

De acordo com o anúncio, publicado pela imprensa estatal, Erdogan também visitará o Kuwait, principal mediador entre Catar e seus vizinhos. A Turquia é um aliado próximo de Doha, mas mantém boas relações com a Arábia Saudita.

“Para pôr fim a essa crise sem sentido, a Turquia continuará adotando um papel construtivo e ativo. Nesse marco, nosso presidente realizará uma viagem pela região e visitará Kuwait, Arábia Saudita e Catar em 23 e 24 de julho", declarou o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.