Egito teme ataques de Israel e fecha fronteira

O Egito fechou a passagem na fronteira com a faixa de Gaza, em Rafah, hoje, temendo que Israel possa retomar os ataques contra os túneis de contrabando que atravessam a área, de acordo com fontes do serviço de segurança da região. As autoridades egípcias "retiraram os feridos palestinos e ambulâncias do posto de fronteira depois de receber a informação de que poderiam ocorrer bombardeios israelenses no lado palestino da fronteira", informou um oficial. Israel se reservou ao direito de retomar os ataques contra os túneis na fronteira, como fez ao longo da ofensiva de 22 dias em Gaza, depois que a construção de túneis foi retomada quase que imediatamente após o cessar-fogo declarado a uma semana. Por um fim ao contrabando de armas para o grupo islâmico Hamas, que controla a Faixa de Gaza, e segundo Israel acontece através dos túneis, é um dos principais objetivos da ação israelense no território.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.