Stringer|Reuters
Stringer|Reuters

EI pede a apoiadores que ataquem alvos da Turquia

Novo porta-voz do grupo pede atentados contra estabelecimentos militares, econômicos e de mídia, além de embaixadas e consulados turcos

O Estado de S.Paulo

05 Dezembro 2016 | 21h36

CAIRO  - Um recém-apresentado porta-voz do Estado Islâmico pediu a simpatizantes ao redor do mundo que realizem uma nova onda de ataques, especificando interesses diplomáticos, militares e financeiros turcos como os alvos preferidos dos militantes. 

Abi al-Hassan al-Muhajer, cujo papel como porta-voz do grupo foi revelado pela primeira vez nesta segunda-feira, também afirmou aos combatentes do Estado Islâmico que se mantenham firmes na cidade de Tal-Afar, onde eles são ameaçados por forças iraquianas que avançam para a cidade de Mossul, o principal reduto do grupo no Iraque.

Numa mensagem online desafiadora, Muhajer descreveu as perdas militares dos Estado Islâmico neste ano como reveses e disse que várias forças no Iraque e na Síria haviam fracassado na ação para derrotar os jihadistas.

Ele declarou que os apoiadores do Estado Islâmico atacarão “o secular e apóstata governo turco em cada estabelecimento de segurança, militar, econômico e de mídia, incluindo cada embaixada e consulado representando o país em todos os países do mundo”.

"Destruam os veículos deles, os ataquem em seus abrigos para que eles possam sentir parte de sua desgraça, e não pensem em fugir”, afirmou Muhajer numa gravação de áudio veiculada online.

Ele fez um chamado para que os apoiadores do Estado Islâmico “redobrem esforços e intensifiquem as suas operações” ao redor do mundo. Não foi possível de imediato verificar a autenticidade da gravação. / REUTERS

 

Mais conteúdo sobre:
Iraque Síria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.