Essam Al-Sudani / Reuters
Essam Al-Sudani / Reuters

EI reivindica autoria de atentado múltiplo que matou 83 no Iraque 

Os incidentes ocorreram um dia depois de o primeiro-ministro do Iraque, Haider al-Abadi, ter visitado a província de maioria xiita, que se caracterizava pela segurança e estabilidade

O Estado de S.Paulo

14 Setembro 2017 | 18h03
Atualizado 14 Setembro 2017 | 20h06

BAGDÁ - Um duplo atentado e um ataque armado na Província de Diqar, de maioria xiita, no sul do Iraque, deixou pelo menos 83 mortos e 93 feridos nesta quinta-feira, 14. 

A autoria do atentado múltiplo foi reivindicado pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) em um comunicado divulgado pelo aplicativo Telegram. O ataque teria matado, segundo os jihadistas, 200 "apóstatas" xiitas, que costumam ser alvo dos radicais sunitas.

O diretor-geral de Saúde de Diqar, Yasem al-Khaldi, afirmou à agência EFE que o número de mortos subiu de 50 para 83 nas últimas horas. 

Uma fonte de segurança disse à agência que entre os mortos há cidadãos iraquianos, mas não explicou se eles estavam realizando uma visita religiosa à província de maioria xiita, onde há vários lugares sagrados de peregrinação para essa orientação do islã.

Segundo a fonte, dois carros-bomba explodiram. Simultaneamente, as autoridades registraram um ataque armado contra um restaurante de Fedek, a 350 quilômetros ao sul de Bagdá.

A emissora iraquiana Al Sumaria informou que homens armados vestidos com uniformes militares chegaram a bordo de dois carros no restaurante, invadiram o local e atiraram contra os clientes.

Posteriormente, eles foram para um posto de controle das forças de segurança do Iraque e explodiram um dos veículos, abrindo fogo na sequência contra os soldados que estavam na região.

Os incidentes ocorreram um dia depois de o primeiro-ministro do Iraque, Haider al-Abadi, ter visitado a província de maioria xiita, que se caracterizava pela segurança e estabilidade. / EFE

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.