ElBaradei diz estar otimista depois de reunião sobre crise no Egito

ElBaradei diz estar otimista depois de reunião sobre crise no Egito

Encontro foi convocado para tentar acabar com a crise política e os protestos nas ruas

Reuters

31 de janeiro de 2013 | 11h26

CAIRO - O político liberal egípcio Mohamed ElBaradei disse que estava otimista depois de uma reunião convocada pelos principais estudiosos islâmicos do país para tentar acabar com a crise política e os protestos nas ruas, nos quais mais de 50 pessoas foram mortas.

"Saímos da reunião com um certo otimismo", disse ElBaradei a jornalistas, depois da reunião convocada pelo xeque Ahmed al-Tayyeb, chefe da mesquita e da universidade Al-Azhar. "Cada um de nós fará o possível, com boa vontade, para construir novamente a confiança entre as facções na nação egípcia."

Os participantes, incluindo a Irmandade Muçulmana, assinaram um documento durante a reunião renunciando à violência. Eles também concordaram em estabelecer um comitê reunindo partidos rivais para abrir caminho para um maior diálogo, disseram pessoas que participaram da reunião.

Tudo o que sabemos sobre:
primavera árabeEgitoElBaradei

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.