Ele foi um assassino que ficou famoso. Agora está livre

Quando ele era um adolescente, seu julgamento tornou-se célebre pela defesa de seu advogado, embora sem sucesso: ele matara ?intoxicado pela TV?. Agora, 27 anos depois, ele está ganhando a liberdade.A Comissão de Liberdade Condicional da Flórida deu 2 votos conta 1, ontem, para permitir que Ronny Zamora seja solto dia 7 de junho deste ano, em vez de 2005.Zamora tinha 15 anos quando, em 1977, matou uma vizinha de 83 anos, Elinor Haggart, em sua casa em Miami Beach. Seu julgamento sensacional foi o primeiro a se televisionado, depois que se permitiram câmaras no tribunal, e seu advogado, Ellis Rubin, usou a ?defesa da TV?, argumentando que assistir programas violentos na televisão tinham levado Zamora a matar.Numa apelação, Zamora voltou-se contra seu advogado e disse que a tal ?intoxicação de TV? tornou-se um escárnio. Um tribunal federal de apelação sustentou sua condenação.Zamora teve a condicional negada, em 2001, mas a comissão reconsiderou seu caso, no ano passado, depois que seus advogados disseram que seu comportamento nos últimos 10 anos havia sido excelente e ele tinha recebido relatórios ?entusiasmados? dos psicólogos.?Ele cometeu um erro. Ele reconhece isto e está pronto para mudar e mostrar a diferença?, disse sua irmã, Ivanni, de 27 anos.Zamora será deportado para sua nativa Costa Rica, onde ele trabalhará para o ministro da Justiça.?Ele participou de todos esses programas durante 27 anos?, disse Roxana Pacheco Arce, do consulado costa-riquenho em Miami. ?Seu trabalho será o que ele aprendeu aqui.?Zamora e um cúmplice roubaram US$ 400 e um carro de Elinor. Zamora foi também condenado a 25 anos por arrombamento a mão armadam nas completou essa parte de sua condenação à prisão perpétua em novembro de 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.