Elefante mata britânico em lua-de-mel no Quênia

Um elefante esmagou e matou um turista britânico que passava a lua-de-mel no Quênia, disseram autoridades locais nesta segunda-feira (02).Patrick Smith, de 34 anos, foi morto diante de sua esposa na reserva nacional de Masai Mara, informaram autoridades quenianas."Ele foi esmagado por um elefante quando caminhava por uma trilha na companhia de sua esposa", disse Connie Maina, porta-voz do Serviço de Proteção à Vida Selvagem do Quênia."Foi um acidente terrível", comentou Maina. Eles haviam se casado na semana passada, prosseguiu ela.Os dois viajaram ao Quênia para passar a lua-de-mel e estavam hospedados em um alojamento de alto padrão no interior da reserva ambiental, situada 170 quilômetros a sudoeste de Nairóbi.O elefante pisoteou Smith na manhã de ontem, quando ele caminhava com sua esposa por uma trilha a cerca de 300 metros dos alojamentos."Acreditamos que o elefante e o casal estavam próximo demais e o animal acabou se assustando. Não é normal eles reagirem dessa forma", explicou Connie."É uma coisa terrível. Eles estavam em lua-de-mel. A mulher viu tudo. Me disseram que ela está bem, mas obviamente está muito abalada com o que aconteceu", concluiu.De acordo com o Serviço de Proteção à Vida Selvagem do Quênia, a última morte de um turista por um elefante no país ocorreu em 2000. Entretanto, há relatos recentes de mortes de aldeões quenianos por elefantes. A população de elefantes no Quênia é estimada em aproximadamente 35.000.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.