Elefantes bêbados atacam e matam na Índia

Após se fartar em tonéis de aguardente caseira guardados em um armazém, uma manada de elefantes bêbados invadiu o povoado de Tinsukia, no nordeste da Índia, avançando sobre os moradores. Mataram seis pessoas, quatro delas crianças. "Os elefantes ficaram doidos", disse ontem um porta-voz policial, contando que o incidente ocorreu no domingo. Segundo autoridades indianas, quando não encontram o que comer em seu habitat, elefantes selvagens deixam as florestas e seguem para as cidades em busca de alimentos. Mas também precisa ser levado em consideração o aumento da população desses animais. A proteção do governo do Estado de Assam aos elefantes nos últimos 20 anos - incluindo a proibição da caça - levou a um grande aumento das manadas. A região de Assam, envolvida em conflitos tribais e separatistas há 50 anos, abriga mais da metade dos cerca de 10 mil elefantes da Índia. Elefantes selvagens já mataram mais de 200 pessoas em povoados indianos e moradores, revoltados com os ataques, mataram mais de 100 animais em Assam nos últimos dois anos, apesar da proibição de caçá-los. Dinesh Choudhury, um especialista em elefantes, comentou o gosto que esses animais tomaram pela aguardente, principalmente a de fabricação caseira. "Já foi constatado que os elefantes desenvolveram gosto pela cerveja de arroz e aguardente caseira, e sempre procuram esses produtos, guiados pelo cheiro, quando invadem os povoados", explicou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.