Eleição histórica em Tonga elege nobre como primeiro-ministro

Foi o primeiro pleito democrático da pequena nação situada em arquipelágo do Pacífico Sul

Efe,

21 de dezembro de 2010 | 03h03

A população de Tonga elegeu o nobre Tu'ivakano para o cargo de primeiro-ministro, após as primeiras eleições democráticas realizadas na história da pequena nação insular do Pacífico Sul, informou nesta terça-feira, 21, a rádio Australiana.

 

As eleições, realizadas em 26 de novembro, deram como resultado a vitória do Partido Democrático, que ganhou 13 das 26 cadeiras do Parlamento, no qual a Constituição reserva outros nove assentos aos Aristocratas.

 

Tonga celebrou no domingo a primeira sessão plenária parlamentar, que confirmou a posse de Tu'ivakano com 15 votos a favor e 11 contra.

Até então, o rei designava os deputados para compor o Parlamento e depois o Legislativo nomeava o Executivo e os membros deste.

 

Mas quando George Tupou V ascendeu ao trono em 2008, se comprometeu a desmantelar um dos últimos regimes feudais do mundo e ceder seu poder ao Parlamento tongano.

 

A reforma do sistema político em Tonga começou a ser baralhada há quatro anos, quando oito pessoas morreram e dezenas de edifícios foram saqueados e incendiados durante semanas de protestos pela mudança política.

 

Arquipélago formado por 176 ilhas e apenas 103 mil habitantes, Tonga é membro da Commonwealth - comunidade de nações soberanas vinculadas ao Reino Unido -, mas é o único território do Pacífico Sul que nunca foi colonizado.

Tudo o que sabemos sobre:
Tongaeleição

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.