AFP PHOTO / Ed JONES
AFP PHOTO / Ed JONES

Eleição presidencial sul-coreana tem maior participação em duas décadas

Comissão eleitoral do país informou que 77,2% dos eleitores foram às urnas para escolher o novo líder do país; pesquisas iniciais indicam que candidato de centro-esquerda Moon Jae-in deve ser eleito

O Estado de S.Paulo

09 Maio 2017 | 10h24

SEUL - A Comissão Eleitoral Nacional da Coreia do Sul anunciou que a participação nas eleições presidenciais realizadas nesta terça-feira, 9, no país é a mais alta em um pleito deste tipo em 20 anos, com um 77,2% de presença.

O dado é o maior desde que em 1997 foi superada pela última vez a marca de 80% em eleições presidenciais, e está um ponto e meio acima da cifra das eleições de 2012, que tiveram uma participação de 75,8%.

Os dados apontam o interesse dos sul-coreanos por comparecer às urnas para escolher novo presidente depois do escândalo de corrupção que, há seis meses, levou milhões de cidadãos às ruas para pedir a renúncia da presidenta conservadora Park Guen-hye, envolvida na trama.

O caso motivou o primeiro adiantamento eleitoral na história democrática de Coreia do Sul, depois que Park foi destituída em março pelo Tribunal Constitucional.

A ex-presidente, que cumpre prisão preventiva e pode encarar penas até de cadeia perpétua, é acusada de criar uma rede de tráfico de influências com sua amiga Choi Soon-sil, que supostamente ganhou milhões de dólares provenientes de subornos a empresas.

As pesquisas apontam vitória ao candidato de centro-esquerda Moon Jae-in deve vencer as eleições. O segundo posto corresponderia ao conservador Hong Yoon-pyo, enquanto que o centrista Ahn Cheol-soo seria terceiro. / EFE

Mais conteúdo sobre:
SEUL

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.