Eleição será focada no corte de gastos, diz Brown

O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, afirmou que as próximas eleições do país estarão centradas na necessidade ou não de cortes imediatos nos gastos públicos para conter um déficit nacional.

AE-AP, Agencia Estado

20 de fevereiro de 2010 | 14h19

O Partido do Trabalho, de Brown, informou que adiará grandes cortes até 2011, na esperança de estimular o crescimento econômico. A oposição conservadora, por sua vez, disse que se for eleita reduzirá os gastos para combater um déficit propenso a atingir 170 bilhões de libras (US$ 262 bilhões) neste ano.

O premiê britânico afirmou em comentários preparados antes de um discurso em Coventry, na região central da Inglaterra, que "devemos proteger e não cortar serviços públicos essenciais."As eleições no país estão previstas para 3 de junho. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
BROWNELEIÇÃOCORTESGASTOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.