Eleições devem ocorrer na data prevista, afirma Rice

A Conselheira de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Condoleezza Rice, desmentiu hoje boatos de que a administração Bush esteja planejando adiar as eleições presidenciais previstas para novembro por conta de ataques terroristas. ?Já tivemos eleições nesse país enquanto estávamos em guerra, e até quando estávamos em guerra civil. Portanto, as eleições [presidenciais] deverão ocorrer na data prevista. Esta é a opinião do presidente e da Casa Branca?, afirmou Rice à rede de televisão CNN.Em função dos alertas emitidos na semana passada pelos serviços de Inteligência americanos de que a al-Qaeda, de Osama bin Laden, estava planejando ataques ao país durante as eleições, o líder da nova comissão federal de votação sugeriu aos líderes no Congresso o cancelamento ou adiamento das próximas eleições.Em carta enviada ontem a líderes republicanos e democratas no Congresso, DeForest B. Soaries, chefe da Comissão de Assistência à Eleição nos EUA afirmou que ?parece não haver um plano de urgência para cancelar ou adiar as eleições no caso de um grande ataque terrorista?. Junto com essa carta, ele enviou aos congressistas cópias de um antigo relatório, datado de 25 de junho, que ele enviou ao Secretário de Segurança Nacional, Tom Ridge, lembrando-o de que os atentados de 11 de setembro de 2001 aconteceram num dia de eleições em Nova York. Por conta do ocorrido, o pleito foi adiado para o mês seguinte por oficiais estaduais. Na carta, DeForest também demonstrou preocupação com o aumento do efetivo de segurança no dia de votação. Segundo ele, esta atitude pode intimidar os eleitores.Soaries ressaltou ainda que nenhuma agência federal possui autoridade para cancelar ou protelar as eleições. Ele deverá discutir o assunto na semana que vem com oficiais da Secretaria de Segurança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.