Eleições na Chechênia foram "irregulares", dizem EUA

Citando graves irregularidades, oDepartamento de Estado dos EUA alegou nesta segunda-feira que as eleições presidenciais de ontem na Chechênia nãoalcançaram os padrões internacionais. Richard Boucher, porta-voz do Departamento de Estado, disseque a desqualificação de um candidato de ponta com base em"meros tecnicismos" é uma preocupação particular dos EUA. Segundo ele, Alu Alkhanov, declarado vencedor do pleito, têm adifícil missão de angariar apoio entre os chechenos para queexista um processo político mais aberto e de encontrar formas dese obter um acordo amplo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.