EFE/Salas
EFE/Salas

Eleições na Espanha: socialistas lideram contagem inicial de votos e extrema-direita avança

Legenda conservadora Vox salta de 66 para 83 representantes no parlamento

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de novembro de 2019 | 18h30

O Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), do atual primeiro-ministro da EspanhaPedro Sánchez, lidera neste domingo, 10, a contagem de votos das eleições gerais. Os primeiros dados dão vitória a Sánchez, embora sem uma maioria para governar sozinho, e confirmam o avanço do partido de extrema direita Vox.

Com 22,73% do escrutínio concluído, o PSOE conseguiria 122 assentos no parlamento, contra os 123 que alcançou nas eleições anteriores, em abril.

A segunda força política, o conservador Partido Popular (PP), recuperava parte do terreno perdido em abril e conseguiria 83 representantes, ante os 66 anteriores, seu pior resultado histórico.

A legenda de extrema direita Voz, que entrou no Congresso nas últimas eleições, passaria a ser a terceira força mais votada, com 46 assentos, ante os 24 alcançados em abril. O partido fez campanha com a promessa de adotar uma estratégia dura tanto frente ao movimento independentista na Catalunha, quanto em relação à imigração.

A participação nas eleições deste domingo foi de 67,91%, 4% mais baixa do que em abril. / Fonte: Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
Espanha [Europa]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.