Eleições no Quirguistão começam com denúncias de irregularidades

A Comissão Eleitoral Central informa que a votação começou com clima de calma

EFE,

16 de dezembro de 2007 | 06h03

A jornada de votação para escolher os 90 deputados do Parlamento do Quirguistão começou neste domingo, 16, em meio a denúncias de "diversas irregularidades" feitas pelo líder da oposição Omurbek Tekebayev. "As eleições não são limpas. Os observadores já detectaram e denunciaram diversas irregularidades", disse o dirigente opositor, citado pela agência russa "Interfax". Para Tekebayev, as autoridades "fraudarão os resultados das eleições para excluir a possibilidade de que a oposição ocupe cadeiras no Parlamento". A Comissão Eleitoral Central (CEC) do Quirguistão, antiga república soviética na Ásia Central, informou que a jornada de votação começou em um clima de calma e de ativa participação popular. "Nas duas primeiras horas de votação compareceram às urnas 5,08% do total de eleitores inscritos", disse um porta-voz da CEC citado pela "Interfax". Os colégios eleitorais abriram suas portas às 8 horas (meia-noite de Brasília). A votação acontece até as 20 horas (meio-dia de Brasília).

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesquirquistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.