Eleições para o Senado continuam no Japão

Mandato de um senador dura seis anos, e metade da casa se renova a cada três anos

Efe,

11 de julho de 2010 | 06h01

TÓQUIO - A participação nas primeiras horas das eleições para o Senado - que se realizam neste domingo, 11, no Japão - era até as 11h hora local, 23h de sábado em Brasília) de 16,59%, ligeiramente inferior a 16,93% das anteriores de 2007.

Os dados correspondem às primeiras quatro horas de votações nas urnas, abertas desde as 7h (19h de Brasília), segundo divulgou o Ministério de Interior japonês.

O mandato de um senador japonês é de seis anos e a metade da casa se renova a cada três anos, logo neste pleito estão em jogo 121 das 242 da Câmara Alta.

Em julho de 2007, na última votação para o Senado, a participação foi de 58,61%.

No entanto, muitos eleitores optaram por exercer seu direito ao voto de maneira antecipada.

Até a sexta-feira, 9,56 milhões de japoneses escolheram este sistema implantado em 2003, o que representa um aumento de 8,42% em relação ao pleito de 2007, segundo dados do Ministério do Interior.

Isto significa que 9,15% dos 104 milhões de japoneses aptos para votar já o tinha feito até aquele dia.

Estima-se que, uma vez acrescentados os dados da votação antecipada do sábado, a estatística deva subir para 10,8 milhões de eleitores que escolheram ir às urnas antecipadamente em 2007.

Tudo o que sabemos sobre:
Japão, eleições, Senado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.