Eleitores de Cristina se arrependem de voto

Pesquisa diz que até 39% dos participantes do recente panelaço contra a presidente votaram nela em 2011

BUENOS AIRES, O Estado de S.Paulo

12 de novembro de 2012 | 02h06

O jornal Clarín divulgou ontem os resultados de uma pesquisa elaborada por duas consultorias a pedido do governo de Cristina Kirchner. As pesquisas indicam que entre 30% e 40% dos eleitores que votaram na presidente no ano passado agora apoiam as reivindicações dos manifestantes que participaram do panelaço da quinta-feira.

"Votei nela. Agora me arrependo". Essas duas frases foram exibidas em diversos cartazes por pessoas que participaram do último protesto contra a presidente em Buenos Aires e em diversas cidades do interior da Argentina. Segundo as duas pesquisas divulgadas ontem, ao redor de um terço dos eleitores que votaram em Cristina nas eleições do ano passado agora lamentam o fato de ter destinado seus votos à reeleição de Cristina.

Segundo a pesquisa da consultoria Opinião Autenticada, entre 35% e 39% dos participantes dos panelaços realizados nas principais cidades do país haviam votado na presidente em outubro de 2011.

Mariel Fornoni, diretora da consultoria Management & Fit, sustenta que suas pesquisas indicam que três entre cada dez argentinos que participaram dos protestos votaram na reeeleição da presidente há um ano.

Ontem o Clarín divulgou os dados de uma pesquisa feita a pedido do governo sobre a imagem da presidente Cristina. O insitituto que realizou a sondagem, cujo nome não foi citado, teria concluído que 23,4% dos eleitores que votaram na reeleição da presidente em 2011 agora possuem uma imagem negativa de Cristina.

No entanto, segundo essa pesquisa, 76,4% dos eleitores da presidente continuam mantendo seu respaldo ao governo. / A.P.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.