Eleitores formam longas filas na Venezuela

Imensas filas se formavam manhã deste domingo, na abertura da votação que decidirá o futuro presidente da Venezuela. Num colégio de Sabana Grande, distrito popular próximo ao centro da capital, a expectativa era de uma espera de até três horas até que o eleitor chegasse à urna eletrônica.

ROBERTO LAMEIRINHAS, ENVIADO ESPECIAL, Agência Estado

07 de outubro de 2012 | 09h53

A boa notícia para os eleitores venezuelanos é que o dia começou sem chuva. Hugo Chávez, presidente há 14 anos e candidato à reeleição, e o governador de o Estado de Miranda, Henrique Capriles, enfrentam-se numa disputa apertada, segundo pesquisas e especialistas. Sondagens de boca de urna são proibidas no país e o resultado é esperado para depois da meia-noite.

Tudo o que sabemos sobre:
Venezuelaeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.