Eleitores italianos estão indecisos, aponta pesquisa

Quase 40% dos italianos estão indecisos ou pretendem se abster de votar nas eleições gerais da Itália marcadas para 24 e 25 de fevereiro, informa pesquisa publicada na edição deste domingo do diário Corriere della Sera, que também confirma que o bloco de centro-esquerda concentra a maior parte da preferência do eleitorado.

ANDRÉIA LAGO, Agência Estado

06 de janeiro de 2013 | 14h01

O resultado mostra uma queda no grupo de indecisos em relação à pesquisa realizada há um mês, que apontava que mais de um em cada dois italianos estavam indecisos ou pretendiam se abster de votar nas eleições de fevereiro. As duas pesquisas foram realizadas pela ISPO/3G Deal & Research.

O bloco de centro-esquerda liderado por Pier Luigi Bersani, do Partido Democrático, tem entre 38% e 39% das intenções de voto, segundo a pesquisa publicada hoje, um resultado praticamente estável em relação ao levantamento realizado há um mês.

A coalizão de centro-direita liderada pelo ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi tem entre 26% e 28% das intenções de voto. Incluindo os federalistas da Liga do Norte na coalizão, as intenções de voto para a coalizão de Berlusconi crescem mais de quatro pontos porcentuais. Berlusconi e a Liga do Norte estão negociando para assinar um pacto eleitoral.

O bloco de centro, apoiado pelo premiê interino Mario Monti, aparece na pesquisa com 14% a 15% da preferência do eleitorado, acima da performance de quase 10% apurada na pesquisa anterior.

O partido criado pelo ex-comediante Beppe Grillo, chamado Movimento Cinco Estrelas, perdeu apoio na pesquisa divulgada neste domingo, recuando de 19% para 13% a 14% das intenções de voto, informa o Corriere della Sera. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Itáliaeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.